Região Sul realiza curso de arte e cultura

A arte e a cultura fazem parte da construção da identidade Sem Terra e está presente desde o surgimento do MST.

Por Maria Francelino

Fotos de Juliana Adriano

Na manhã desta segunda-feira (16), iniciou-se a I Escola de Arte da Região Sul. O curso acontece na Escola Latino Americana de Agroecologia (ELAA), localizado no Assentamento Contestado, na Lapa-PR, com cerca de 78 educandos e educandas dos três estado da região Sul.

O curso cumpre dois objetivos. O primeiro é de construir um processo de formação de consciência usando as potencialidades das diferentes linguagens artísticas e, ainda, propiciar aos artistas Sem Terra o aprimoramento das técnicas artísticas, além da troca de experiências.

A arte e a cultura fazem parte da construção da identidade Sem Terra e está presente desde o surgimento do MST, alega Sylviane Guilherme, integrante da coordenação do curso. “Pensar a cultura e criar espaços para desenvolvimento artístico significa que mais pessoas passam a compreender a arte como elemento tático e fundamental em nossa luta”, explica.

A ideia do curso surge em 2017, após o segundo Encontro de Arte e Cultura que define a necessidade de reunir e ampliar o fazer artístico e cultural nas escolas, assentamentos e espaços de convívio coletivo.

Ainda segundo Sylviane, “o curso é um novo passo que começa a ser dado no processo de enraizamento da cultura do MST”.

Esses 15 dias de curso vão propiciar aos participantes aprimorar o conhecimento teórico sobre o papel da arte e cultura, mas também aprimorar os conhecimentos das disciplinas especificas nas frentes de Teatro, Dança, Artes Visuais e Música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*