Termina o I Encontro de Adolescentes das Áreas de Reforma Agrária da Região Sul

 Nesta manhã de quinta-feira (31), terminou o I Encontro dos Adolescentes das Áreas de Reforma Agrária da Região Sul do país, que contou com a presença de cerca de 100 adolescentes de 12 a 15 anos. A atividade aconteceu na Escola Latino Americana de Agroecologia- ELAA, localizada no Assentamento Contestado, município da Lapa-PR.

O evento de quatro dias teve como objetivo discutir a participação e a auto-organização dos estudantes na luta pela educação, pela reforma agrária e por um projeto popular para o Brasil. A iniciativa preenche a lacuna que existia entre os espaços destinados aos Sem Terrinha e a inserção no Coletivo de Juventude do MST, para tanto, nada mais certeiro que um Encontro de Adolescentes Sem Terra.

Na programação além das oficinas de teatro, batucada, dança, colagem, ateliê popular, estêncil, clown e jogos coorporativos, aconteceram três eixos de debates conectando os temas:  Adolescência, Sexualidade e Corpo; Natureza, Ser-Humano e Agroecologia; Coletividade, Cooperação e Auto-organização. Além de diversos outros tempos formativos, como a cogestão do processo organizativo e pedagógico por parte dos participantes.

“O principal objetivo desse encontro é ser um espaço formativo e de debate acerca das perspectivas de inserção e participação na luta desse sujeito. Esperamos que seja um espaço de formação humana para esses adolescentes, que eles possam voltar pra suas áreas e buscar o seu espaço de participação desde as demandas de seus territórios, e que reflitam como podem planejar seu presente e seu futuro dentro da luta” comentou Geise Back, integrante da coordenação do encontro. Com a mala carregada de formações e experiências vividas nos últimos dias, os/as adolescentes retornam hoje aos seus estados para seguir disseminando a ousadia da juventude que luta pelo poder popular.

Fotos: Juliana Adriano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*